Preso homem por abusar sexualmente da própria filha por 17 anos e ter 7 filhos com ela

Preso homem por abusar sexualmente da própria filha por 17 anos e ter 7 filhos com ela

Idoso presta depoimento sobre estupro de filhas em Pinheiro

José Agostinho Pereira Bispo, 54 anos, confirmou abusar sexualmente a filha Sandra Maria Moreira, de 28 anos, com quem teve sete filhos, em Pinheiro. Em entrevista ao repórter Paulinho Castro, da rádio Mirante AM no município. o idoso disse que tem apenas seis filhos com a filha Sandra. Relatou ainda que o mais velho de apenas doze anos é de um rapaz identificado por Ulisses. Ele confessou que desde os 16 anos mantinha relação sexual com a filha Sandra. Chegou a dizer que "quem tem boca tem fome".

José Agostinho falou que se separou da mãe e teve outras duas mulheres antes do envolvimento com a filha. Ainda comentou que o relacionamento nasceu devido ao interesse da própria filha. Questionado de abuso sexual com a filha neta de apenas 8 anos, Agostinho negou qualquer envolvimento.

José Agostinho parece não ter noção da gravidade do crime cometido ao dizer que errou e se não tem mais jeito, Deus é quem sabe.

De acordo com a delegada Adriana Meireles, da delegacia da Mulher em Pinheiro, José Agostinho responderá pelos crimes de estupro de vulnerável, abandono material, abandono intelectual, maus-tratos e cárcere privado.

A delegada informou que a criança de 8 anos confirmou a Assistente Social ter sido abusada sexualmente por Agostinho. A garota se submeterá a exame carnal. A delegada garantiu que as crianças passarão por exames e depois será decidida onde elas irão morar.

Cárcere Privado

O caso chegou ao conhecimento da polícia a partir de uma denúncia anônima.

Após 15 dias ininterruptos de investigações, a Polícia Civil constatou a veracidade das informações. Feito isto, uma equipe de investigadores foi ao local, dois dias antes da prisão, e levantou dados que possibilitaram o melhor planejamento da operação, a fim de que a prisão de José Agostinho Bispo Pereira fosse realizada com sucesso.

José Agostinho Bispo Pereira mantinha sob cárcere privado a própria filha, que hoje tem 28 anos, no povoado Experimento, no município de Pinheiro. José Agostinho abusa sexualmente da sua filha desde que ela tinha 12 anos. Com esta filha, José Agostinho tem sete filhos, entre eles, um recém-nascido. Os sete filhos vivem em total abandono. Não vão ao hospital, não frequentam escola e vivem em péssimas condições de higiene. Um dos filhos é deficiente mental.

José Agostinho mantinha estes fatos em segredo da comunidade local, pois, segundo o que ele próprio asseverou em seu interrogatório, sabia que, se alguém descobrisse, seria preso pela polícia.

O idoso foi preso em flagrante delito, em uma operação conjunta realizada pelas equipes da Delegacia Especializada da Mulher, comandada pela delegada Adriana Meirelles, e do 2º Distrito Policial, chefiada pelo delegado Cláudio Barros. No total, participaram da operação três investigadores, além dos dois delegados.

O cativeiro onde eram mantidas as filhas de José Agostinho estava localizado em local de difícil acesso no povoado Experimento. As equipes se deslocaram por uma hora em duas viaturas. Após determinado ponto, o deslocamento teve de ser realizado em canoas.

No local, foram constatados os fatos e ele recebeu imediata voz de prisão e as crianças, após ouvidas, foram encaminhadas ao Conselho Tutelar de Pinheiro, que deverá prestar todo o auxílio de que necessitam. José Agostinho responderá pelos crimes de estupro de vulnerável, abandono material, abandono intelectual, maus-tratos e cárcere privado.

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br