Igrejas se tornam alvos fáceis para ladrões, em Santa inês, MA

Quatro igrejas foram roubadas em apenas um semana.

Em menos de uma semana, quatro igrejas foram roubadas no município de Santa Inês, MA. O fato tem causado causado indignação às comunidades católicas da cidade. Em apenas uma madrugada, os bandidos invadiram três igrejas. A primeira foi a Nossa Senhora da Conceição, localizada no centro da cidade. Usando um pedaço de madeira, os ladrões entraram pela janela da torre e saíram pela sacristia levando a aparelhagem de som.

Na Igreja São Francisco, na comunidade do Aeroporto, os ladrões foram mais ousados e saquearam os equipamentos, deixando apenas a parte de madeira da caixa de som. OS suspeitos retiraram também as bobinas dos auto-falantes e, por último, levaram as grades de proteção das janelas por onde entraram.

"Chegaram a arrombar o sacrário da igreja, mas graças a Deus, eles não levaram nada do sacrário, só arrombaram, pensando que continha bens", contou Pedro Ferreira Neto, ministro de eucaristia da Igreja São Francisco.

Na comunidade da Vila Edmundo Rios, a igreja São João Batista teve o amplificador de som levado pelos suspeitos. Os bandidos cerraram as grades de uma das janelas e fizeram um buraco, por onde teria entrado o autor do crime. Já no bairro de Nova Santa Inês, a comunidade não havia se recuperado do primeiro roubo e os marginais voltaram a invadir a igreja Nossa Senhora da Conceição, que foi roubada duas vezes em menos de oito dias. Desta vez, o som que era usado em uma bicicleta foi levado.

Temendo maiores prejuízos, os coordenadores estão levando alguns objetos para serem guardados em casa. "A gente já leva praticamente tudo pra casa, sacrário, teclado, a imagem da santa, e a gente guarda em várias casas, porque a gente nunca sabe, talvez eles venham pra levar ou só pra quebrar, né? Então, a gente já leva pra casa", disse Francisca do Nascimento Silva, coordenadora da igreja.

Segundo o delegado regional, a polícia está empenhada em esclarecer esse tipo de ação criminosa que vem acontecendo com frequência na cidade. "Nós já estamos investigando este caso que ocorreu, como mais dois, na Edmundo Rios e no bairro Aeroporto, para verificar se se trata dos mesmos meliantes, das mesmas pessoas que estão cometendo esse tipo de delito, e também colocá-los atrás das grades e tentar recuperar os objetos que foram furtados", disse Valter Costa, delegado regional de Santa Inês.

Fonte: G1