Índios rendem sete funcionários da Funasa no Maranhão

Outros índios libertaram, na quarta-feira (23), um motorista de uma companhia energética

Índios de uma tribo de Amarante do Maranhão (MA) mantêm sete funcionários da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) reféns. A equipe seguiu até a aldeia para fazer atendimento.

Os índios pedem a construção de um posto de saúde, uma ambulância e a compra de remédios. Para negociar, eles querem a presença do diretor da Funasa de São Luís.

Outros índios libertaram, na quarta-feira (23), um motorista de uma companhia energética, que era mantido refém. O protesto foi contra a demora na instalação da rede elétrica nas aldeias. Ele foi solto após uma reunião com representantes da empresa, em que foi discutido o início das obras.

A Prefeitura de Amarante se comprometeu a começar, nesta quinta-feira (24), a recuperação das estradas que dão acesso às aldeias. Só depois as equipes podem chegar ao local para instalar a rede de energia.

Fonte: g1, www.g1.com.br