Irmãos são suspeitos de matar 10 gays: "A gente não sente remorso"

Irmãos são suspeitos de matar 10 gays: "A gente não sente remorso"

Dupla assumiu ter assassinado estudante de jornalismo para roubar vítima.

Dois suspeitos de participação na morte do estudante de jornalismo Steve Hosth da Costa Barroso foram presos, nesta quarta-feira (29), em Manaus. O crime ocorreu no último dia 29 de novembro. Os irmãos Ricardo Damacena Cunha, de 19 anos, e Jucenildo Soares Damacena, de 18 anos, são suspeitos de pelo menos dez latrocínios. Segundo a polícia, os principais alvos da dupla eram homossexuais.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Orlando Amaral, a polícia confirmou o envolvimento dos dois em três casos com modus operandi semelhante e investiga ainda a participação dos dois em outros seis latrocínios. As vítimas eram sempre homossexuais, de acordo com a polícia, que eles conheciam em bares e hotéis. "Eles afirmaram ter conhecido o estudante em um bar no Centro, onde um deles trabalhava. Na noite anterior ao crime, eles saíram para se divertir", contou o delegado.

De acordo com a polícia, eles confessaram com precisão todos os detalhes do crime e também de outras três vítimas. "No dia do crime o Ricardo levou o Steve para a casa do Jucenildo. Lá eles o estrangularam e depois o desovaram em um córrego, finalizando a ação com um golpe na cabeça", informou o delegado. "São praticamente maníacos", completou.

Os suspeitos falaram que estão arrependidos. "Já pedi muito perdão para Deus, estou frequentando a igreja e fiz o pedido a Deus de que eu morresse caso cometesse outro crime, porque eu não mereceria viver", afirmou o ajudante de carga, Jucenildo. "Na hora dos crimes a gente não sente remorso, mas depois fica pensando que se fosse um parente nosso, também seria muito doído. Agora que a ficha cai. Peço perdão aos familiares", disse o autônomo Ricardo.

Na delegacia, a família de Steve comemorou a prisão da dupla. "Ele era muito prestativo e ligado à família. Infelizmente meu irmão não volta mais, mas a prisão dos suspeitos já é um alívio. Esperamos agora que a Justiça seja feita para que eles não saiam e cometam mais crimes", relatou a irmã de Steve, Shirley Gentil.

O carro do universitário Steve Hosth da Costa Barroso, de 36 anos - assassinado em Manaus em novembro de 2013 - foi encontrado no dia 9 de janeiro em Itacoatiara, município a 176 km da capital. O veículo estava abandonado em um posto de combustível da cidade.

Com os suspeitos, foram recuperados celulares, o notebook e os tênis da vítima. Steve foi encontrado morto no dia 29 de novembro de 2013 por trabalhadores de uma obra em um bueiro localizado na Rua Bernardo Cabral, no bairro Tancredo Neves, na Zona Leste de Manaus.


Irmãos são presos suspeitos de seduzir e matar homossexuais, no AM

Fonte: G1