Jogador diz que goleiro do Fluminense não se diferencia de Bruno

Jogador diz que goleiro do Fluminense não se diferencia de Bruno

Fernando Henrique é acusado de agredir irmão de ex-jogador do Flu

Nas Laranjeiras, quase tudo é festa. No último domingo, o Fluminense goleou o São Paulo por 4 a 1, em Barueri, e reassumiu a liderança do Brasileiro a duas rodadas do fim. Mas fora de campo, tem jogador arrumando confusão ao invés de comemorar. Pelo twitter, o apoiador Juliano, ex-Flu e atualmente no Najran SC, da Arábia Saudita, acusou o goleiro Fernando Henrique de agredir seu irmão, Lucas, em uma boate. FH ainda se recupera de uma fratura no dedo do meio da mão esquerda e não joga desde o início de setembro.

Segundo Juliano, Lucas foi cumprimentar Fernando Henrique e, ao apertar a mão do goleiro tricolor, recebeu uma cabeçada e um soco em troca. Chamando o ex-companheiro de time de covarde, Juliano acredita que a agressão tenha sido motivada pelo fato do irmão, que é empresário e trabalha no mundo do futebol, ter saído do escritório de Richard Alda, que gerencia a carreira de FH e a quem o goleiro chama de pai.

Depois de fazer a denúncia, Juliano deixou claro que sabe de outras histórias relacionadas a Fernando Henrique e chegou a dizer que ele não se diferencia muito de Bruno, ex-camisa 1 do Flamengo, preso desde julho acusado de participação no assassinato de Eliza Samudio, sua ex-namorada.

- Ah se eu pudesse falar tudo o que eu sei dele, não fica muito longe do Bruno - disse.

Depois de apagar algumas mensagens, Juliano encerrou o desabafo:

- Não vou falar mais nada. Meu irmão agora resolve, porque o problema foi com o Lucas que trabalha no futebol e não com o Lucas irmão do Juliano - finalizou.

Fonte: Extra, extra.globo.com