Jogador João Vitor, do Palmeiras, começou agressão, diz torcedor

Jogador João Vitor, do Palmeiras, começou agressão, diz torcedor

Segundo o torcedor, houve uma discussão por causa dos maus resultados do Palmeiras.

Um torcedor que participou da confusão na qual o jogador João Vitor, do Palmeiras, foi agredido na tarde desta terça-feira (11) registrou um boletim de ocorrência no 7º Distrito Policial, na Lapa, Zona Oeste de São Paulo, afirmando que foi o jogador que iniciou as agressões. Segundo o torcedor, houve uma discussão por causa dos maus resultados do time entre torcedores e João Vitor, e o jogador começou as agressões.

Acompanhado por um cunhado e um amigo, o volante foi reconhecido por cerca de 20 torcedores quando fazia compras em uma loja do bairro de Perdizes, também na Zona Oeste. Um carro policial passava em frente ao local e interveio na agressão. João Vitor foi atendido no hospital São Camilo, também na zona oeste da capital paulista. Segundo os médicos, o jogador sofreu escoriações leves no rosto e no corpo.

?Estávamos passando em frente à Rua Turiassu quando nos deparamos com uma briga generalizada, não sabíamos quem era quem. A princípio, achamos que era (uma briga) de torcedores, mas eles estavam tentando agredir apenas três dos que estavam lá. Separamos os três, para que não apanhassem tanto, e os protegemos para evitar um mal maior?, afirma o sargento da Polícia Militar, Antonio Ribeiro Sampaio.

O atleta disse que foi atacado com socos e pontapés por mais de 15 pessoas. Após o registro do boletim de ocorrência, ele deixou a delegacia sem dar entrevistas.

O jogador não treinou nesta terça-feira (11) porque se recupera de uma lesão. Ninguém foi preso, e a polícia investiga se os agressores fazem parte de alguma torcida organizada.

João Vitor tem 22 anos e chegou ao Palmeiras no início de 2011. Fez 33 jogos, marcou um gol e ainda não se firmou como titular no clube.

Fonte: G1