Em depoimento, jovem achada em matagal confirma estupro

Em depoimento, jovem achada em matagal confirma estupro

Ela deixou hospital na Bahia e foi para Campo Grande (MS)

A jovem Joevellyn Aghata Martins, de 18 anos, confirmou durante depoimento à polícia que foi estuprada e espancada no dia 16 de outubro, quando foi achada em um matagal de difícil acesso em Salvador (BA). Ela prestou depoimento na última sexta-feira (2) antes de deixar o Hospital do Subúrbio e ir para a Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande (MS).

A polícia não confirmou os detalhes sobre o depoimento e disse apenas que a jovem ainda passa por tratamento médico e psicológico. Ela teria saído do Mato Grosso do Sul para encontrar uma amiga que conheceu pela internet.

A Polícia Civil informou que já tem um possível suspeito de ter cometido o crime. O homem já seria investigado por atacar mulheres no entorno do parque, na mesma região em que ela foi achada. A polícia disse possuir uma foto dele, mas que não vai divulgar para não atrapalhar nas investigações.

Logo após a jovem ter sido encontrada, um dos policiais que atendeu a ocorrência colocou a foto da jovem nas redes sociais com o telefone dele. A mensagem foi compartilhada por diversas pessoas e o irmão da vítima acabou entrando em contato.

A polícia informou que já ouviu o depoimento da amiga que iria encontram com a vítima. Ela e o marido registraram um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento da garota.

A amiga tem 21 anos e disse que teria discutido com a jovem agredida. A vítima teria decidido sair sozinha e foi para um bar, onde conheceu algumas pessoas. A amiga saiu para procurar por ela com o marido e descobriu o trajeto que ela havia feito. A polícia informou que o casal não está descartado como suspeito do crime.

Fonte: R7, www.r7.com