Jovem atingida por bala perdida em ônibus quando ia para trabalho tem morte cerebral

Jovem atingida por bala perdida em ônibus quando ia para trabalho tem morte cerebral

O coração bate enquanto tem força para bater, mas o cérebro não responde mais, foi o que os médicos nos disseram — revelou o pai da jovem.

A jovem atingida na cabeça por uma bala perdida, dentro de um ônibus na Zona Norte, não responde mais a estímulos e foi diagnosticada, no fim desta noite, a morte cerebral. O quadro é irreversível.

? O coração bate enquanto tem força para bater, mas o cérebro não responde mais, foi o que os médicos nos disseram ? revelou o pai da jovem, Luiz Gustavo da Silva.

Flávia da Costa Silva, de 26 anos, foi atingida pela bala perdida na Rua Araújo Leitão, na manhã desta sexta-feira. Ela seguia para o trabalho, no Centro, quando foi alvejada na cabeça, dentro de um ônibus da linha 232 (Praça XV-Lins), enquanto passava pelo Engenho Novo, em um dos acessos uma favela do bairro.

Flávia foi socorrida por bombeiros e foi operada no Hospital Federal do Andaraí. A jovem formou-se em química no fim deste ano. Moradora do Lins, ela costuma sair de casa por volta de 7h para trabalhar.

Fonte: Extra