Jovem baleada afirma que Adriano disparou a arma dentro do carro, afirma delegado

Jovem baleada afirma que Adriano disparou a arma dentro do carro, afirma delegado

Em depoimento, atacante contou que tiro foi efetuado pela própria vítima.

O delegado Carlos César Santos afirmou em entrevista concedida no fim da tarde deste sábado (24), no Rio, que os depoimentos do jogador Adriano e da jovem baleada dentro do carro do atleta se mostraram contraditórios. De acordo com o delegado, a jovem relatou que, no momento do disparo que a feriu na mão esquerda, era o jogador que manuseava a arma.

"Dentre as cinco pessoas entrevistadas até o momento, a vítima é a única que afirma que Adriano estava no banco traseiro do veículo manuseando a arma. Ela também contou quem, em dado momento, chegou a pegar na arma, mas a devolveu ao jogador", disse o delegado, acrescentado que a arma é uma pistola calibre .40.

Segundo Carlos César, o atacante do Corinthians, que depôs no Hospital Barra D"Or, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, onde a jovem está internada, contou que foi a própria vítima quem efetuou o disparo.

"Ele disse que foi ela que, mexendo inadvertidamente na arma, apertou o gatilho. Ao mesmo tempo, afirmou que ninguém viu o que aconteceu. O disparo apenas foi ouvido, e todos dentro do carro se abaixaram. E então perceberam que a mão dela estava sangrando", explicou o delegado.

Acareação

Carlos César, que é delegado assistente da 21ª DP (Bonsucesso), mas que está prestando serviço excepcionalmente na 16ª DP (Barra da Tijuca), informou que tanto Adriano quanto a jovem realizaram um exame para detectar a presença de pólvora nas mãos. Segundo ele, o laudo final deve ficar pronto em, no máximo, oito dias.

"Se a dúvida persistir, o delegado titular da 16ª DP deve fazer uma acareação na próxima semana para sanar essas divergências entre os depoimentos", destacou Carlos César.


Jovem baleada afirma que Adriano Imperador disparou a arma dentro do carro, diz delegado

Fonte: G1