Jovem conta que foi agredido por pai ao contar para ele que era gay

O jovem foi encostado na parede e agredito com socos na boca

O jovem X.,  de 16 anos, morador do Parque Piratininga, em Itaquaquecetuba, em São Paulo, conta que há dois meses decidiu contar ao pai abertamente que era homossexual e ao fazer revelação foi agredido com socos e pancadas.

"Estávamos os dois vendo TV, quando ele fez uma piadinha sobre futebol e gays. Disse que se tivesse filho “viado” em casa, mataria. Não me aguentei e falei: ‘Então o senhor deveria repensar suas atitudes, já que seu filho é homossexual’. Ele partiu para cima de mim, me jogou contra a parede, me enforcou e deu dois socos na minha boca", relata o jovem.

Jovem foi agredido com socos na boca pelo próprio pai
Jovem foi agredido com socos na boca pelo próprio pai



Após ser agredido, X. diz que se escondeu  no banheiro e tirou várias fotos da agressão para enviar à mãe que está separada do seu pai há seis anos e mora no Rio de Janeiro.

"Cheguei a morar com a minha mãe no Rio, mas há um ano voltei para São Paulo, pois aqui encontro mais oportunidades para tentar uma carreira de modelo", diz X ao comentar que cresceu vendo o pai espancar sua mãe.

O jovem atualmente está na casa da tia do seu namorado e conta que o seu pai mandou um recado através de seu irmão de 13 anos dizendo não querer saber mais dele.

"Minhas roupas e meus documentos estão na casa dele e ele me proibiu de ir lá buscá-los. Minha mãe está me ajudando financeiramente e esta semana vou retirar a segunda via de tudo para tomar medidas judiciais cabíveis — promete o rapaz, que, após um mês de silêncio, seguiu o conselho do namorado e registrou a ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia Civil, em Guarulhos. Lá, foi orientado a “procurar o Conselho Tutelar e a mídia”.

Mesmo tendo sido agredido com tanta violência, o jovem diz que poderia ter abordado sobre sua orientação sexual com o pai de outra forma, devido ele ser naturalmente agressiva e revela que o pai conta com apoio da atual esposa que também costuma agredir ele verbalmente com certa frequência.

Fonte: Com informações do Extra