Jovem de Corrente é morto a tiros em Goiânia e choca toda a população na cidade

Jovem de Corrente é morto a tiros em Goiânia e choca toda a população na cidade

A notícia chegou em Corrente como uma bomba para amigos e familiares do jovem

A noticia vem circulando desde o inicio da tarde dessa sexta feira(03) sobre a morte de um jovem filho de Corrente, o caso ocorreu em Goiânia ? GO,com base em informações de terceiros trata-se do jovem Bruno Eiji de Sousa Matimoto, 16 anos, filho do casal Silvia Lobato e senhor Suyosh Matimoto descendente de Japonês.

Com base em Informações extra oficiais dão conta que o jovem tinha saído para colocar recarga em seu celular, ao chegar em um estabelecimento em Goiânia teria sido confundido pelo dono e esse teria efetuado três disparos, que atingiu o jovem de Corrente, ainda com base em informações de amigos em Corrente o jovem foi socorrido para um hospital em Goiânia pela manhã e chegando a óbito no inicio da tarde dessa sexta feira(03).

A notícia chegou em Corrente como uma bomba para amigos e familiares do jovem,pois aqui era frequentador assíduo da Igreja Católica chegando a participar da banda da Igreja como um dos membros.

A informação que chegou em Corrente através de terceiros é que o dono desse estabelecimento é o principal suspeito dos disparos que matou esse jovem Corretino de boa conduta, todos que, os conheciam ficaram estarrecidos com a noticia da morte de Bruno Eiji, vitima da violência que assola o Pais.

Confira abaixo matéria publicada do Portal Popular de Goiânia

?Morreu por volta das 15 horas desta sexta-feira (03) o adolescente de 16 anos baleado em uma distribuidora de bebidas no Residencial Barravento, próximo ao Parque das Flores, em Goiânia. Segundo o posto policial do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), Bruno Eiji de Sousa Matimoto chegou a ser levado, já inconsciente, à unidade e deu entrada no centro cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo informações do Posto Policial da Polícia Civil (PC) do Hugo, o jovem mora no Estado do Piauí e estava de férias em Goiânia. Ele teria ido ao local para comprar recarga para o celular e acabou sendo confundido com um assaltante. O comerciante dono da distribuidora o atingiu com três tiros, no peito e no tórax. O autor ainda não se apresentou à polícia.

Versões divergentes

A proprietária da distribuidora apresentou outra versão para a história. Ela afirmou que o adolescente e outro homem tentaram assaltar o estabelecimento quando o marido dela atirou e acabou atingindo um dos suspeitos.

?Ele chegou e empurrou a grade. Sai correndo e avisei meu esposo que era um assalto. Ai ele atirou para assustar?, explicou a mulher. Ela contou também que na última semana o local já foi assaltado duas vezes. E que os suspeitos da tentativa de hoje possuem características em comum com os outros assaltantes.?

Fonte: correnteenoticia