Jovem é amarrada e executada em canavial; namorado escapou

Namorado da vítima também foi baleado, mas conseguiu buscar ajuda.

A jovem Camila Pires, 20 anos, que morava em Ourinhos (SP) e foi encontrada morta em um canavial da cidade paranaense de Cambará no domingo (11), foi amarrada e executada com um tiro na cabeça, segundo a delegada Ana Ruth Bertolaso, que investiga o caso. A polícia trabalha principalmente com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).



Na madrugada de domingo a estudante de odontologia e o namorado de 19 anos estavam dentro de um carro que parado em uma avenida movimentada de um bairro nobre de Ourinhos quando foram dominados por um casal que, segundo a polícia, estava acompanhado de uma criança de 12 anos. Usando uma arma de fogo os assaltantes ameaçaram os jovens e entraram no veículo.

O homem assumiu a direção do carro e seguiu para o Paraná pela rodovia Raposo Tavares. Os assaltantes não pararam até chegar ao canavial. Lá, segundo mostra a apuração da Polícia Civil, Camila e o namorado tiveram as mãos amarradas para trás e foram amordaçados. Não se sabe o motivo pelo qual a estudante foi morta, mas a polícia investiga a possibilidade dos criminosos serem de Ourinhos e terem sido reconhecidos pela garota. Seu namorado foi baleado de raspão no braço.

O trio fugiu no carro das vítimas. O namorado de Camila conseguiu se soltar e caminhou pela ponte que liga Cambará ao município de Salto Grande para buscar ajuda. Ele recebeu atendimento médico e ajudou os policiais a localizarem o corpo da estudante. Até a manhã desta segunda-feira (12) nenhum suspeito havia sido localizado.

Fonte: G1