Jovem é estuprada por usuário de drogas em hospital psiquiátrico

A adolescente passou por exame no Instituto Médico-Legal

A polícia investiga um crime cometido contra uma adolescente com deficiência mental dentro de um hospital de Botucatu, no interior de São Paulo. O crime ocorreu na ala feminina de uma unidade do hospital psiquiátrico Cantídeo de Moura Campos, onde estão internados 54 pacientes. A polícia foi chamada durante a madrugada desta quarta-feira (24).

Parte do prédio é destina ao atendimento de 24 mulheres com distúrbios mentais. Na outra, estão internados 30 homens, alguns por dependência química. Segundo a polícia, um dos pacientes, que é usuário de drogas, invadiu o quarto da garota de 15 anos e a estuprou.

A adolescente passou por exame no Instituto Médico-Legal. Ela está internada no hospital pela décima vez, para um tratamento que só deverá ser concluído daqui a seis meses. A família pretende levá-la para casa.

Em nota, a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde informa que foi aberta uma investigação para apurar como um interno da ala masculina invadiu a ala feminina. Além do procedimento interno, o caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher.

Segundo a delegada, a investigação vai apurar se esta foi a primeira vez que ela foi violentada no hospital. O jovem pode responder a inquérito por estupro de vulnerável. A pena varia de 8 a 15 anos de prisão. Ele foi transferido para a cadeia de Conchas.

Fonte: Terra