Jovem é morto por milicianos no Rio após ter urinado em local impróprio

O crime ocorreu logo após o jogo entre Brasil e Alemanha

A Divisão de Homicídios (DH) investiga a morte de um jovem na última terça-feira depois de ter sido espancado por milicianos nas proximidades do Piscinão de Ramos, na Zona Norte do Rio. De acordo com informações, o rapaz identificado apenas como Hugo Silva, de 19 anos, teria sido agredido com socos e pontapés porque estava urinando em local impróprio. O crime ocorreu logo após o jogo entre Brasil e Alemanha. Alguns moradores se reuniam em um bar para acompanhar a partida.


Jovem é morto por milicianos em Ramos após urinar em local impróprio

A vítima, que também era filho de um policial militar, foi abordada então por um integrante da milícia quando começou a agressão. Hugo teria reagido. Com isso, outros integrantes da quadrilha, inclusive o chefe da milícia, se juntaram para espancar o rapaz. Parentes e moradores da região já foram ouvidos pela Polícia Civil. Novos depoimentos devem ser feitos em breve.

- O mais importante neste caso é quem foram os autores do crime. Vamos chegar nessas pessoas. Daremos uma resposta - afirmou o delegado Alexandre Herdy.

Ainda segundo os relatos, o corpo de Hugo foi jogado na Avenida Brasil para parecer que tinha sido atropelado. Hugo foi enterrado na manhã de quarta-feira no cemitério do Caju. Ele morava com a mãe e o padastro na favela Roquete Pinto, em Ramos.

Fonte: Extra