Jovem é preso por bater em esposa grávida por ela não querer fazer sexo

Vitima levou soco na boca e vários puxões de cabelo

Um homem de 20 anos foi preso por ter agredido a esposa grávida de dois meses em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. Breno Ribeiro de Ávila deu um soco na boca de Clauderlaine Raele Neres França, de 18 anos, puxou o cabelo dela por várias vezes e ainda a agrediu verbalmente. O crime ocorreu na casa do casal, no bairro Nova Pampulha, no final da noite dessa terça-feira (24).

De acordo com os militares do 36º Batalhão da Polícia Militar, a gestante apanhou depois que o marido chegou em casa, a encontrou dormindo e tentou fazer sexo com ela, mas teve um não como resposta.

Conforme relatos da jovem aos policiais, ela explicou para o marido que havia tido um sangramento durante a tarde e que foi ao médico, que constatou que ela havia sofrido um princípio de aborto e precisava de repouso. Porém, Bruno ficou irritado com a negativa da mulher e mexeu na bolsa dela, onde encontrou os exames e descobriu que Clauderlaine havia sido consultada por um ginecologista do sexo masculino. Enciumado, o homem chamou a esposa de ?vagabunda? e ?vadia?, quando a mulher resolver ir dormir na casa da mãe e foi agredida pelo companheiro.

Assustados com os gritos da vítima, vizinhos do casal acionaram a polícia.

Bruno foi preso em flagrante e Clauderlaine levada às pressas até a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) de Vespasiano. Entretanto, a jovem precisou ser transferida para a maternidade da cidade. Ela não corre risco de morte, mas requer cuidados especiais.

O preso foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Vespasiano, onde confessou ter batido na esposa grávida e confirmou a motivação apresentada por ela.

Fonte: r7