Jovem executado em aeroporto foi morto por engano, diz polícia

Marlom Soares, de apenas18 anos, foi executado a queima rouba.

Na segunda-feira, dia 19, um jovem identificado como Marlon Soares Roldão, de 18 anos, foi executado a queima roupa dentro do terminal do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Vídeo mostra momento que jovem foi assassinado. A primeira hipótese levantada, de que ele estava namorando com uma jovem que chegou a ter um relacionamento com um integrante de uma facção criminosa, não conveceu a polícia.

De acordo com o  delegado Adriano Melgaço, o jovem foi  morto por engano em meio a uma guerra entre facções criminosas que atuam na capital gaúcha. Segundo ele, a vítima não tinham passagem pela polícia, nem muito menos envolvimento com mundo do crime. 

“Por hora, trabalhamos com a hipótese de demonstração de força entre as facções rivais. Não que a vítima tivesse qualquer envolvimento com atividades criminosas, nossa investigação aponta que ele não tem passagens pela polícia, e nossas diligências não mostram qualquer envolvimento com a criminalidade. Então, pode ser que ele tenha sido morto por engano, que não fosse o alvo, que poderia ser alguém que estava no grupo. Mas vamos seguir com a investigação para ter a confirmação”, disse.

Por meio de uma nota, a Infraero informou que vai colaborar com a investigação da polícia. "O assassinato ocorreu em área pública do aeroporto, onde a responsabilidade pela segurança é da Polícia Militar, conforme o Programa Nacional de Segurança Civil contra Atos de Interferência Ilícita".

Corpo de Marlon Soares Roldão, de 18 anos
Corpo de Marlon Soares Roldão, de 18 anos



Fonte: Com informações do G1