PI: Jovem mata namorada e diz que foi por acidente

A arma usada no crime, um revólver calibre 38, teria sido jogado no matagal

A Delegacia Regional de Floriano investiga as razões que levaram o mecânico Nayran de Sousa Ferreira, 29 anos, a matar a companheira Maíra Tahys Gonçalves, 25 anos, com um tiro na cabeça. O casal vivia com o filho de dois anos.

Segundo o delegado Francisco de Assis Carvalho Neto, titular da regional, o acusado teria confessado o disparo. Porém, argumentou que foi um acidente.

Maíra ainda dormia no momento em que foi alvejada. O corpo foi achado minutos depois, na cama do casal.

A polícia encontrou o acusado em um matagal próximo a cidade cenográfica, onde são encenados os espetáculos da Paixão de Cristo todos os anos durante a Semana Santa.

A arma usada no crime, um revólver calibre 38, teria sido jogado no matagal. A polícia ainda não conseguiu encontrar.

O filho do casal está sob a guarda da família de Maíra. O corpo da jovem passou por exame cadavérico e foi liberado para o velório.

Fonte: Mural da Vila