Jovem participa de estupro coletivo e gera protestos ao ser solto

Diversos ativistas e políticos pediam que o jovem não fosse solto

Centenas de pessoas tomaram as ruas da capital da Índia para protestar contra a saída da prisão de um menor de idade condenado por participar de um estupro em grupo em 2012 que ficou conhecido mundialmente pela brutalidade.

O jovem, que estava prestes a completar 18 anos na época do crime, terminou sua sentença de três anos em um reformatório neste domingo.

Diversos ativistas e políticos pediam que o jovem não fosse solto até que seja provado que ele se regenerou.

Na sexta-feira, a Corte de Justiça de Nova Deli rejeitou uma petição para estender sua pena, afirmando que o jovem serviu a sentença máxima de acordo com a lei. A Corte deve analisar uma nova petição similar na segunda-feira.

O ataque, ocorrido em dezembro de 2012, causou revolta em todo o país e trouxe à tona a questão da violência contra a mulher na Índia.

Uma mulher que estava com um amigo retornavam para casa após assistirem um filme em um shopping de luxo na capital quando entraram em um ônibus que seis homens haviam roubado para divertir-se.

Os homens espancaram o amigo da vítima e a estupraram diversas vezes. Eles penetraram ela com um bastão, deixando diversas lacerações internas que levaram a sua morte duas semanas depois. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.


Protestos (Crédito: Divulgação)
Protestos (Crédito: Divulgação)
Fonte: Com informações do Estadão