Jovem pede socorro por telefone e namorado impede estupro

Vítima foi abordada por homem armado com canivete; em momento de descuido, usou o celular

Uma jovem de 22 anos voltava para casa à pé quando foi abordada por um homem em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Já passava da meia-noite e ela tinha acabado de sair da casa do namorado. A vítima, que preferiu não se identificar, conta que foi abordada por um homem que estava armado com um canivete.

? Ele passou próximo a mim e falou alguma coisa. Eu não entendi direito, segui, ele veio atrás de mim. Quando percebi, ele já estava grudando no meu braço. Aí tentei soltar duas vezes, não consegui. Na terceira vez, eu corri e gritei socorro. Mas não teve jeito.

No breve momento que conseguiu se soltar, ela teve tempo de fazer uma ligação e avisar o namorado sobre o que estava acontecendo.

? Ele viu que eu estava ligando. Falou que ia tomar o celular. Eu desliguei, ele (o namorado) me retornou. Eu cosnegui atender e ficamos quase uns seis minutos com o celular ligado. Ele conseguiu ouvir. Então eu fui passando onde eu estava, pra onde eu estava indo. Fui arrastando ele (o agressor) para mais próximo da casa dele (do namorado). Aí foi quando ele conseguiu ver a gente.

O namorado, que também não quis se identificar, contou que, quando saiu de casa e viu a cena, agrediu o suspeito. Uma viatura da Polícia Militar estava passando por uma avenida próxima. Os policiais viram a briga e se aproximaram, como conta o soldado da PM Edmilson Jesus de Oliveira.

? Aproximamos, abordamos. Fomos informados pelo namorado da vítima que o rapaz detido tinha tentado estuprar a sua namorada.

O suspeito, de 31 anos, foi preso em flagrante e vai responder por estupro. Segundo o soldado Oliveira, ele é casado, pai de três filhos e trabalha como garçom.

? Ele só falou que foi a primeira vez, que não ia acontecer novamente e estava arrependido.

O caso foi para o 1° Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Assista ao vídeo:

Fonte: r7