Jovem piauiense é encontrada morta com sinais de violência em PE

Ela e uma amiga estavam desaparecidas desde a manhã desta segunda

Foi localizado nesta segunda-feira (5) os corpos de duas jovens que estavam desaparecidas no Distrito Industrial, zona Oeste de Petrolina, sertão de Pernambuco.

As jovens Bruna de Souza Torres, de São Francisco de Assis do Piaui, e Taiane de Souza Rocha, de Petrolina, ambas com 19 anos, desapareceram quando saíram para trabalhar, mas não chegaram a empresa e por isso um familiar comunicou o desaparecimento das duas para Polícia Militar.

Elas trabalhavam como jovens aprendizes em uma empresa de Petrolina, onde residiam, e todos os dias passavam pelo local onde foram encontradas.

Os corpos das jovens foram encontrados em um matagal, próximo a uma pista de motocross. Elas estavam nuas, com as mãos amarradas com as próprias roupas, e apresentavam perfurações no pescoço. A polícia suspeita que elas foram violentadas e mortas em seguida.

Josivan Feitosa Torres, tio de uma das vítimas, foi quem encontrou os corpos e contou que seu irmão pediu sua ajuda para procurar a sobrinha. Ele disse que começou fazendo o percurso que elas costumavam fazer e achou no matagal marcas de pneus de carroça e de pegadas.

“Procuramos por mais de 30 minutos, eu, mais alguns primos, pessoa da família. Infelizmente chegamos a encontrá-las mortas. De longe, logo reconheci minha sobrinha e minha ação foi ligar para a polícia, para a família e para os parentes, para avisar que tinha acontecido isso com elas”, afirmou.


Bruna de Souza Torres
Bruna de Souza Torres
As jovens foram amarradas com parte das roupas que usavam
As jovens foram amarradas com parte das roupas que usavam
Corpos foram achados em matagal de difícil acesso
Corpos foram achados em matagal de difícil acesso




Fonte: Com informações do cidadesnanet