Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos após três anos do crime

Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos após três anos do crime

Estudante pode ter sido morta em meio a ritual religioso em Petrópolis

A polícia investiga se a estudante Stefanini Freitas Monken da Conceição, de 17 anos, que estava desaparecida desde 2011,em Petrópolis, na Região Serrana, foi morta em um ritual religioso ou acabou sendo vítima de um crime motivado por ciúme. Nesta quarta-feira, policiais da 105ª DP (Petrópolis) prenderam o pai, a mãe e o irmão da jovem.

Acusados de envolvimento no assassinato da estudante, o caseiro Celso Conceição Nascimento, de 47, a mulher dele, Andreia Helena de Freitas Monken, de 37, e o filho Wesdras Freitas Monken Conceição, de 19, foram detidos em no sítio onde trabalhavam, em Itaipuaçu, no município de Maricá, na Região Metropolitana.

Apesar de ter sido divulgada apenas nesta quarta-feira, a morte da jovem foi confirmada pela polícia há aproximadamente 20 dias. Na ocasião, um exame de DNA, feito no laboratório da UERJ, revelou que um osso encontrado por um cachorro, próximo ao sítio onde Stefanini morava, era na realidade, um fêmur do corpo da estudante. Segundo a polícia, a notícia foi repassada a família, que não esboçou qualquer reação emotiva. O delegado Alexandre Ziehe, da 105ª DP (Petrópolis), está convicto da participação do pai, da mãe e do irmão, na morte da garota.

?Temos indícios nos autos que nos levam a acreditar que o pai da menina teria praticado o homicídio, que possivelmente contou com a cobertura da mãe e do irmão da Stefanini. Trabalhamos com as hipóteses de que a morte da adolescente estaria ligada a algum ritual religioso ou a uma agressividade do pai, que era extremamente ciumento e não aceitava o fato da vítima estar namorando um jovem ? disse o delegado Alexandre Ziehie.

Ao receber voz de prisão, ontem, Andreia Helena Monken esboçou apenas uma reação.

?Ela pediu apenas para dar um telefonema e para dar comida para as galinhas e os cachorros ?disse Ziehie.

Celso, Wesdras e Andreia foram detidos, após a Justiça de Petrópolis decretar a prisão temporária do trio.

Stefanini desapareceu no dia 30 de setembro de 2011.

Ontem, a polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão no sítio onde o caseiro trabalhava. Na casa onde ele morava, no bairro Tocaia Vale, foram encontrados, entre outras coisas, um calhamaço de folhas impressas de um site, com explicações de rituais. Num deles, havia uma explicação,passo a passo, sobre um ritual de vodu, que nasceu na África com os escravos e ainda é muito praticado no Haiti.

Também foram apreendidas mochilas com materiais escolares, que costumeiramente eram usados pela estudante morta. Tudo será analisado pela 105ª DP. O restante do corpo da jovem ainda não foi localizado pela polícia.


Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos

Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos

Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos

Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos

Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos

Jovem pode ter sido morta em ritual religioso; pai, mãe e irmão são presos

Fonte: Extra