Motorista que atropelou 20 corintianos não tem CNH e pode pegar até 30 anos de prisão

Motorista que atropelou 20 corintianos não tem CNH e pode pegar até 30 anos de prisão

O suspeito foi preso e encaminhado ao 30º DP no Tatuapé, onde fez exames toxicológicos

O motorista acusado de ter atropelado pelo menos 20 corintianos na madrugada desta quinta-feira não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), segundo informações da Polícia Civil. Hector Ernandes de Santana, 20 anos, dirigia pela região da praça Silvio Romero, no Tatuapé, quando avançou com o veículo para cima da torcida alvinegra que comemorava a conquista do título da Copa Libertadores da América.

Ao menos 20 pessoas foram encaminhadas para hospitais da região. Segundo a polícia, uma vítima permanecia internada em estado grave no Pronto-Socorro do Tatuapé e outras duas, também em estado grave, estavam no Hospital São Luiz. Entre os feridos, está uma mulher em estado crítico que foi encontrada sob o veículo após o atropelamento.

Na delegacia, Hector disse que acelerou após sentir-se ameaçado por um dos torcedores. Segundo o motorista, ele teria encostado em uma mulher e o namorado dela reagiu e, para tentar fugir da multidão, acabou acelerando o veículo. De acordo com o tapeceiro João Carlos Marques Rollo, uma das vítimas do acidente, ninguém percebeu o carro avançando na praça. "Estava na praça fazendo um samba e o cara passou em cima do meu pé e o meu joelho dobrou. Quando eu vi, a mulher já estava debaixo do carro", disse.

O suspeito foi preso e encaminhado ao 30º DP no Tatuapé, onde fez exames toxicológicos. Segundo a polícia, ele apresentava sinais de embriaguez, mas o resultado ainda não foi divulgado pelo laboratório. Em depoimento, o suspeito afirmou ter tomado uísque com vodca minutos antes. Hector, no momento do atropelamento, vestia uma camisa do Corinthians, segundo o delegado.

Hector Hernandes foi indiciado por lesão corporal dolosa, tentativa de homicídio e por crime de trânsito, por dirigir sem habilitação. A pena somada dos delitos pode chegar a 30 anos de prisão. Ainda nesta quinta-feira ele deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.



Fonte: Terra