Jovem que estava no motel com filho de vereador se apresenta

Ao lado de Prosdócimo, a polícia encontrou vestígios de cocaína,

Um dos homens que entraram com Adalto Prosdócimo em um motel de Curitiba no último sábado (28) se entregou à polícia na tarde desta segunda-feira (30). Ele dirigia um carro que levava dois passageiros, entre eles Prosdócimo, de 29 anos, que foi encontrado morto dentro da banheira do quarto.

Os três entraram no estabelecimento por volta das 6h30 de sábado, sendo que apenas dois deixaram o local às 13h40 do mesmo dia. O corpo da vítima, que é filho de um vereador de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, só foi encontrado à noite, sem marcas de agressões, segundo a Polícia Civil.

Ao lado de Prosdócimo, a polícia encontrou vestígios de cocaína, e apesar de ainda não contar com o laudo oficial do Instituto Médico-Legal (IML), trabalha com a possibilidade de overdose. No depoimento, o jovem disse que os três decidiram ir ao motel para dormir, pois haviam passado por diversos bares e estavam cansados. Ele garante que Adalto estava vivo quando eles deixaram o local, e disse que os três consumiram a droga.

Se for confirmada a overdose, e que Prosdócimo morreu antes da saída dos homens do quarto. Eles podem responder por omissão de socorro. O outro passageiro será ouvido na terça-feira (31).

Fonte: G1