Após estupro, jovem foge com ajuda de um dos sequestradores

Após estupro, jovem foge com ajuda de um dos sequestradores

Polícia Civil investiga o caso e não descarta o abuso sexual, mas deve esperar exames

A Polícia Civil investiga o caso de uma adolescente que diz ter sido sequestrada por dois homens e estuprada enquanto era mantida em cárcere privado. Agentes estiveram no local indicado como o cativeiro, no bairro Taquaril, na região norte da capital mineira, mas ninguém foi encontrado. A jovem ajudou no desenho do retrato falado e disse que só conseguiu fugir porque um dos suspeitos a ajudou.

O delegado responsável pelo caso, Bruno Cabral, não descarta o abuso sexual, mas deve esperar os exames de corpo de delito realizados no Instituto Médico Legal (IML) de BH.

A mãe de Helcani Tani Dias Mota, de 16 anos, não quis se identificar, mas contou o que a jovem sofreu enquanto foi mantida refém. A menina disse que foi violentada, mordida pelo corpo e arranhada com arame no peito.

Segundo a vítima, um dos sequestradores a libertou depois que o comparsa saiu para comprar comida. Após estuprar a jovem, um dos homens disse que iria matá-la quando voltasse. O outro criminoso não teria concordado com a atitude e fez um gesto para que a garota corresse.

A adolescente desapareceu na tarde desta sexta-feira (11), na Vila Pinho, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, após ser sequestrada em uma lan house. Uma amiga contou aos pais dela que viu um homem a atacando e a colocando dentro de um carro.

Fonte: r7