Jovem que levou canivete à briga é indiciada por morte de menina

Jovem que levou canivete à briga é indiciada por morte de menina

Arma foi utilizada por adolescente para matar estudante durante confusão. Advogada diz que as garotas agiram em legítima defesa.

Dafne de Lima, 18 anos, foi indiciada como coautora da morte da estudante Luana Vieira ocorrida durante briga na saída de uma escola de Campo Grande, na quarta-feira (11). A jovem, segundo a delegada responsável pelo caso, Regina Márcia Rodrigues, levou ao local do assassinato o canivete que depois foi usado por uma adolescente de 16 anos para atingir a vítima. A advogada que representa as duas envolvidas, Edelária Gomes, diz que suas clientes agiram em legítima defesa.

Regina disse ao G1 que os depoimentos que as garotas prestaram nesta sexta-feira (13) mais as imagens da confusão gravadas por outros jovens foram fundamentais para resolver o caso. Dafne era amiga da adolescente suspeita de atingir a vítima e não estudava na mesma escola em que ela e Luana.

No vídeo, Dafne aparece de camiseta branca e bermuda jeans, chega no local depois que a vítima, que está de casaco vermelho, já havia batido na rival (de camiseta azul e mochila rosa).

Nas imagens é possível ver que Dafne começa a agredir Luana segurando nas mãos o canivete, até o momento fechado. Em um determinado momento, a arma escapa e as duas passam a puxar os cabelos uma da outra, sendo separadas por um homem, que segundo a delegada é professor na escola.

Durante o tumulto, um garoto, que segundo Regina tem 11 anos, recolhe a arma do chão. Aproveitando o momento em que Luana e Dafne eram contidas, a adolescente pega o canivete das mãos do jovem e esfaqueia a vítima.

Fonte: G1