Jovem sufocou o primo antes de esfaqueá-lo no peito e no pescoço

Jovem sufocou o primo antes de esfaqueá-lo no peito e no pescoço

Os parentes passaram a noite de quarta para quinta tentando achar a criança, que foi encontrada pela irmã.

O adolescente apreendido na quinta-feira (17) suspeito do assassinato do primo de 4 anos no Complexo da Maré, na zona norte do Rio, disse à polícia que sufocou a criança com as mãos, tampando a região do nariz e da boca, e, em seguida, desferiu quatro facadas no peito e uma no pescoço.

Ele escondeu o corpo na lavadora da casa, enrolado em um edredom. Os parentes passaram a noite de quarta para quinta tentando achar a criança, que foi encontrada pela irmã. Quando o crime veio à tona, vizinhos tentaram linchar o responsável, que foi levado em um carro blindado das Forças Armadas até a Divisão de Homicídios.

A motivação para a morte teria sido a disputa por um chocolate. A vítima comia uma orelha de coelho de Páscoa e, com isso, teria provocado a ira do primo mais velho. Na delegacia, o suspeito afirmou que a ?alegria do parente o irritava?.

Caso fosse maior de idade, responderia por homicídio duplamente qualificado e pegaria mais de 30 anos de cadeia. Como tem apenas 14 anos, o adolescente só poderá cumprir, no máximo, três anos de medidas sócio-educativas.

O delegado Daniel Rosa, da Divisão de Homicídios, que acompanhou as investigações desde o começo, disse à Rede Record que o adolescente demonstrava frieza ao narrar o crime:

? Ele se disse arrependido, mas eu não acreditei. Ele sabia o que estava fazendo. Ele tem um instinto brutal. Cometeu o homicídio sabendo o que fazia.



Fonte: r7