Jovem é preso após agredir a mulher e lesionar o próprio filho

O homem queria dinheiro e por não achar em casa, ficou revoltado.

Jovem chega nervoso em casa, chuta a mulher, fere o filho, causa destrui??o ? propriedade alheia e acaba preso ap?s fugir dos policiais. A Pol?cia Militar, atrav?s de uma guarni??o do Ronda Cidad?o, comandada pelo cabo Farlon Machado, tendo como patrulheiros os soldados R?mulo e Morais, prendeu En?lton Jos? Barbosa Veras J?nior, 22 anos, por volta de 01h30 desta sexta-feira (13/06) no conjunto Bet?nia I, Bairro Piau?, em Parna?ba.


J?nior foi preso acusado de viol?ncia dom?stica, danos materiais, crime ambiental, desobedi?ncia e resist?ncia. Segundo informou o cabo Farlon, a esposa do acusado, identificada pelo nome de Lorena Ara?jo Rocha, estava em casa quando seu esposo En?lton chegou agressivo, visivelmente sob efeito de subst?ncia entorpecente, e lhe deu um chute na barriga. Ele abriu uma gaveta exigindo dinheiro para comprar bebida e, por n?o haver, atirou a pe?a contra Lorena; mas n?o a acertou. Com a viol?ncia do impacto, a gaveta arrebentou e um peda?o de madeira acertou a cabe?a do filho do casal de quatro meses vida.

A v?tima afirmou a pol?cia que levou o chute na barriga, por?m defendeu que o ferimento na cabe?a do filho n?o foi intencional. O resultado foi uma pequena les?o. Um vendedor que reside na vizinhan?a, que pediu para n?o ser identificado, relatou que diante da situa??o, resolveu ajudar a mulher que estava nervosa, desorientada e com o filho nos bra?os. Como resposta a ajuda alheia, En?lton atirou pedras no ve?culo do vendedor, quase lhe acertando. O carro ? um Gol de cor preta. O para-brisa ficou danificado e o vidro da porta traseira, destru?do.



A guarni??o do cabo Farlon iniciou uma persegui??o para capturar o agressor que acabou sofrendo um ferimento no rosto por conta da fuga. Os policiais o perseguiram at? em casa onde o detiveram. Dentro da resid?ncia ainda foram encontradas cinco gaiolas com p?ssaros silvestres que foram apreendidos. Em seguida, En?lton Jos? foi levado para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), onde foi feita uma sutura no rosto. Depois ele foi conduzido para a Central de Flagrantes para ser autuado. Lorena Rocha disse que ia desistir de represent?-lo para que n?o fosse para a penitenci?ria. J? o vendedor, que teve danos materiais, prosseguiu com a queixa. Este conta que foram necess?rios quatro pessoas na tentativa de conter o agressor.

?

?

?

Fonte: valoreconômico
Tópico