Jovens morrem em tiroteio com PMs no CE

O crime contra o PM teria sido encomendado por um traficante

Dois adolescentes, de 15 e 16 anos, foram mortos na tarde de ontem, em um confronto com policiais militares no Conjunto São Miguel, em Messejana. Eles eram suspeitos de serem os autores do atentado, ocorrido na manhã de ontem, em uma vacaria no mesmo bairro, contra o sargento da Polícia Militar, Raimundo Bernardino Filho, lotado na Companhia de Eventos da PM. Com mais essas duas mortes, sobe para 28 o número de pessoas assassinadas no Conjunto São Miguel este ano, contra 22 em 2008.

De acordo com a Polícia, os dois adolescentes, Aliatan Carlos dos Santos, 16, o ´Júnior Cabeção´; e Ismael Chagas da Silva, 15, o ´Tourão´ estavam escondidos em uma casa, na Travessa Gamboa, no São Miguel, após terem tentado matar o sargento Bernardino.

O crime contra o PM teria sido encomendado por um traficante, identificado apenas como ´Tom´. Ele teria sido preso anteriormente pelo sargento Bernardino e por isso, mesmo de dentro do presídio, ´Tom´ estaria comandando a quadrilha da qual os dois adolescentes mortos eram integrantes.

Enquanto o sargento Bernardino, atingido por quatro tiros, era operado no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), pelo menos 20 policiais militares, do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), do Comando Tático Motorizado (Cotam), do Esquadrão de Polícia Montada (EPMont) e da 2ª Companhia do 5º BPM (Messejana), passaram a fazer incursões com o objetivo de localizar os acusados do atentado nas ruas e becos do São Miguel.

No fim da manhã, PMs do Cotam localizaram, um Gol branco, placas HUL-8362 (CE), que pertenceria a José Cláudio Gomes da Costa, 43, cunhado do traficante e mandante do crime. O veículo teria sido usado para dar fuga aos dois acusados. Ele foi preso com quase um quilo de maconha e munição.

Baleados

No começo da tarde, os policiais localizaram os dois suspeitos, escondidos em uma casa. Conforme o relato dos PMs, quando entraram na casa foram recebidos a bala pelos adolescentes ´Júnior Cabeção´ e ´Tourão´.

Baleados, os dois suspeitos foram levados em viaturas da PM para o Frotinha de Messejana. Um chegou morto e o outro morreu quando era medicado.

Dois revólveres foram apresentados pelos PMs no 35º DP, (Curió) como tendo sido apreendidos com os suspeitos. Antônio Martins, 25, tio de Aliatan, afirma que os adolescentes foram executados pelos PMs. Para o major Jeovane Bernardo, supervisor do policiamento da Capital, os dois foram baleados após atirar contra os militares.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br