Jovens vigiam Estação Digital temendo furtos na z. Sul de Teresina

Os jovens correm perigo ao dormir na Estação Digital

Os jovens da Grande Santa Maria da Codipi sempre sonharam em ter uma estação digital onde pudessem fazer cursos tecnológicos, pesquisar conteúdos profissionais na internet, se preparar para o Enem e usar wi-fi livre. Um grupo então se organizou e, com as próprias mãos, reformou o prédio da Secretaria de Assistência Social (Sasc) que estava abandonado.

Após a reforma feita pela própria comunidade, os jovens conseguiram do governo os equipamentos necessários para a abertura da Estação Piauí Digital no Centro Social Urbano "Maria do Amparo Alencar". Parecia a realização de um sonho.

A Estação foi aberta e passou a oferecer cursos de Informática, pré-vestibular e wi-fi livre para centenas de jovens da região. No entanto, a situação mudou. Bandidos, percebendo que o prédio não conta com vigilância, passaram a rondar as instalações e invadiram a Estação, levando uma TV de 42 polegadas LED.

No dia seguinte, os bandidos retornaram para levar os computadores, fogão, freezer e demais equipamentos. Por sorte, havia jovens no local e gritaram por socorro. Agora, os beneficiados com a Estação precisam dormir no local, em colchonetes, para impedir novos furtos e invasões.

Eles pedem que a Secretaria de Assistência Social (Sasc) garanta vigias no prédio. "Precisamos dos vigias, porque senão nosso sonho pode virar um pesadelo", diz Francisco Pereira de Sousa, lembrando a importância social da Estação.

"É o único local com computadores e wi-fi gratuitos para os jovens aqui na Grande Santa Maria", afirma, lembrando o apoio que receberam do vereador Caio Bucar para a abertura do espaço.

Os jovens correm perigo ao dormir na Estação Digital, pois os bandidos podem entrar armados e disparar contra eles. Enquanto os vigias não são liberados pela Sasc, no entanto, essa aparece como a única alternativa para evitar o furto do patrimônio do Estado. 

Fonte: Jornal Meio Norte