Juiz decreta internação de menina que roubou bebê recém-nascido de hospital, diz MP

Juiz decreta internação de menina que roubou bebê recém-nascido de hospital, diz MP

A criança foi levada do hospital na terça-feira, e voltou para os braços dos pais cerca de seis horas depois

O juiz Caio Ferraz de Camargo Lopasso, da 4ª Vara Especial da Infância e da Juventude de São Paulo, decretou nesta quinta-feira (6) a internação provisória na Fundação Casa (ex-Febem) da adolescente de 15 anos que levou um bebê de uma maternidade em São Paulo. A informação é da Promotoria da Infância e da Juventude, que ouviu a adolescente no início da tarde.

Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, não serão divulgadas informações sobre o caso. Ainda não se sabe para qual unidade da Fundação Casa ela será levada.

O Ministério Público sugeriu a internação provisória da adolescente até o final do processo. O pedido foi feito pelo promotor Oswaldo Monteiro da Silva Neto, da Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude.

A criança foi levada do hospital na terça-feira (4), e voltou para os braços dos pais cerca de seis horas depois.

Ao ter alta do hospital na quarta-feira (5), a mãe do bebê contou como tudo aconteceu. ?Ela ficou o dia inteiro comigo no local e falou que era estagiária e que estava cuidando da nenê. Ela falou que só ia ficar no corredor com minha filha. Foi a hora que entreguei a bebê e realmente vi que ela estava no corredor. Quando voltei, vi que ela não estava mais.?

A adolescente saiu com a recém-nascida dentro de uma sacola. Horas depois, na delegacia, a família da adolescente disse que percebeu o golpe por causa da pulseirinha do hospital. Com um pedido de desculpas feito pela adolescente, Isadora voltou para os braços da mãe.

Os parentes ainda não decidiram se irão processar o hospital. A Secretaria Estadual de Saúde está investigando o problema da falta de segurança no hospital Leonor Mendes de Barros. A sindicância deve ser concluída dentro de um mês.

Fonte: g1, www.g1.com.br