Juiz é morto por PM em briga de trânsito

Segundo testemunhas, após um desentendimento no trânsito, o juiz desceu do carro armado com uma pistola 9 mm e foi em direção ao policial

O juiz Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro, substituto da Comarca de Camamu, na Bahia, foi morto por um policial militar no sábado, em uma briga de trânsito nas proximidades do Centro Empresarial Iguatemi, em Salvador. O corpo do magistrado será enterrado neste domingo, às 15h30, no cemitério Jardim da Saudade, na capital baiana.

Segundo testemunhas, após um desentendimento no trânsito, o juiz desceu do carro armado com uma pistola 9 mm e foi em direção ao policial, que atirou duas vezes. O PM pediu socorro a outros policiais, mas Ribeiro não resistiu aos ferimentos e morreu na hora

O PM e sua arma passaram por perícia. A Corregedoria Militar e a Polícia Civil devem investigar se o policial efetuou os disparos em legítima defesa.

O juiz Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro era membro do Conselho Fiscal da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB). Ele entrou para a carreira jurídica em 2005, após aprovação em concurso para juiz substituto do Tribunal de Justiça baiano. Casado, baiano, ele tinha uma filha de 5 anos e vivia em Valença.

Segundo pessoas ligadas à família do magistrado, ele costumava passar os finais de semana em Salvador. Neste sábado, antes do incidente, Ribeiro e a família tinham passado a tarde na casa de amigos, no bairro do Barbalho. No final da tarde, o juiz saiu para fazer compras no Shopping Iguatemi e no supermercado. Na saída, ocorreu a briga.

Fonte: Terra, www.terra.com.br