Juiz proíbe entrada de visitantes com megahair em presídio do MT

Medida visa segurança para presos, visitantes e agentes prisionais

O juiz Geraldo Fidélis Neto, da 2ª Vara de Execuções Penais de Cuiabá, proibiu a entrada de pessoas com alguns adereços na Penitenciária Central do Estado (PCE), maior penitenciária de Mato Grosso. A determinação foi para tentar evitar a entrada de drogas, celulares e outros objetos. O arame contido no "megahair" também poderia ser usado para cortar a grade da cela.

A decisão proíbe adereços como minisaias, roupas transparentes, relógios, correntes e pulseiras, entre outros. 

"Proíbo a entrada com acessórios de fácil remoção, tais como megahair, perucas, tranças, apliques de cabelo, prendedores de cabelo com peças metálicas ou qualquer outro material rígido, ou ainda o uso de boné, chapéu ou adereço semelhante, e outros acessórios que possam dificultar a identificação de pessoa, ou ainda alterar as características físicas das pessoas/visitas", diz trecho do documento.


Fonte: G1