Juíza reage a atentado e atira em suspeito; 4 acabam sendo presos

Armada, a magistrada revidou e disparou contra o jovem, que foi baleado no peito.

Uma juíza de Mato Grosso reagiu a um ataque armado na noite de segunda-feira e baleou um homem que atirou contra o carro em que ela e o marido estavam em Rondonópolis, município localizado a 210 quilômetros de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, o rapaz e outros três comparsas foram detidos. A suspeita mais forte é de que o alvo do atentado fosse o marido da magistrada, que já havia sido vítima de uma tentativa de homicídio no final do ano passado.

O crime aconteceu por volta das 20h, quando o casal chegava em casa, no bairro Dom Osório. Enquanto o marido, que dirigia o veículo, aguardava a abertura do portão da residência, a juíza Maria das Graças Gomes da Costa percebeu a aproximação de um homem a pé, que abriu fogo contra o veículo. Armada, a magistrada revidou e disparou contra o jovem, que foi baleado no peito. Um segundo suspeito, que estava escondido dentro de um outro veículo, saiu do carro para socorrer o comparsa, e ambos fugiram em direção a Cuiabá.

Em decorrência da gravidade do ferimento do suspeito, entretanto, a dupla decidiu parar em Guiratinga, para buscar atendimento médico no hospital local. Acionada, a Polícia Militar recebeu informações de que os suspeitos estariam no município e fez diligências na região, e localizou os fugitivos em seguida.

Além dos dois suspeitos, outras duas pessoas que acompanhavam a dupla foram presas em flagrante. Segundo a Polícia Civil, acredita-se que elas não tenham relação direta com o atentado, tendo apenas prestado apoio à fuga da dupla.

O suspeito baleado foi transferido ao hospital de Rondonópolis, onde está sob tutela da polícia, e não há informações sobre seu estado de saúde. Os outros três presos foram levados à delegacia do município. Até as 15h30, a Polícia Civil não havia divulgado o motivo do atentado.

Fonte: Terra