Justiça autoriza libertação de sobrinho de Beira-Mar

Ele é acusado de integrar a quadrilha que assaltou um ônibus e manteve passageiros reféns

A Justiça do Rio de Janeiro autorizou hoje a libertação de Jean Júnior da Costa Oliveira, de 21 anos, sobrinho do traficante Fernandinho Beira-Mar preso na última quarta-feira sob acusação de integrar a quadrilha que assaltou um ônibus e manteve passageiros reféns na avenida Presidente Vargas, no centro do Rio, na última terça-feira.

Oliveira estava preso na 6ª DP (Cidade Nova) e até a noite de hoje não havia deixado a cadeia. Para a juíza Maria Elisa Peixoto Lubanco, autora da decisão, não existem indícios suficientes para manter Oliveira preso, pois só um policial o reconheceu e ele não foi preso em flagrante.

O suspeito foi detido horas depois no Hospital São Lucas, em Copacabana (zona sul). Um de seus advogados, Marco Aurélio Santos, diz que na hora do assalto seu cliente estava sendo atendido em um hospital de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Os dois presos em flagrante após o crime, Renato da Costa Junior e Bruno Silva de Lima, tiveram a prisão em flagrante revertida em prisão preventiva pela mesma juíza.

Clerivan da Silva Mesquita, outro acusado pelo crime, que está foragido, também teve a prisão preventiva decretada. Para a magistrada, existem indícios suficientes da participação de Clerivan no crime, já que, por meio de foto, ele foi reconhecido por um dos reféns e pela dona do carro que usou para fugir do local do crime.

Fonte: UOL