Justiça concede liberdade para PM acusado de matar italiano em Natal

Segundo o advogado de defesa do PM, Manoel Fernandes Braga, por problemas psicológicos, Alexandre encontra-se internado numa clínica.

A justiça de Rio Grande do Norte concedeu o alvará de soltura ao policial militar (PM) Alexandre Douglas Ferreira, que é um dos suspeitos pela morte do italiano Enzo Albanese. Ele foi morto em Natal no dia 2 de maio deste ano. Segundo o advogado de defesa do PM, Manoel Fernandes Braga, por problemas psicológicos, Alexandre encontra-se internado numa clínica. "Ele recebe a informação com alegria e está mais tranquilo em relação ao andamento do processo", explicou o advogado.

Apesar do alvará de soltura, ele deverá permanecer internado pelos próximos dias. O PM estava detido desde o início de junho, quando foi preso pela Polícia Civil. De acordo com as investigações, ele seria o executor do crime.

As investigações mostraram que Enzo Albanese, quer era sócio de uma clínica de estética e dirigente de um time de futebol, denunciou uma quadrilha especializada em fraude e lavagem de dinheiro. Ele foi mosto um mês antes de fazer a denúncia às autoridades. O grupo seria chefiado por Pietro Ladogana, também mandante do crime, que administrava no mínimo 10 empresas de fachada em várias cidades. Ladogana foi preso em 29 de maio em um aeroporto italiano embarcando para o Brasil.

Fonte: Terra