Justiça condena médico por estupro de pacientes sedados

Justiça condena médico por estupro de pacientes sedados

Segundo a sentença, ele fez pelo menos sete vítimas, todos homens e com idades entre 20 e 30 anos.

O ortopedista Célio Eiji Tobisawa, 44 anos, foi condenado a 17 anos e dez meses de prisão por estupro de pacientes do hospital regional de Colíder, a 700 km de Cuiabá (MT). O Ministério Público afirmou que os episódios ocorriam no momento em que o médico sedava os pacientes para procedimentos cirúrgicos.

Segundo a sentença, ele fez pelo menos sete vítimas, todos homens e com idades entre 20 e 30 anos. Tobisawa está preso desde julho de 2010. A defesa diz que pretende recorrer e que o médico nega todas as acusações.

Fonte: Terra