Justiça condena policiais que escoltaram traficantes em fuga

Traficantes envolvidos no caso também foram condenados pelo TJ-RJ.

A Justiça do Rio condenou três ex-policiais civis acusados de escoltar traficantes que fugiam da Rocinha, na Zona Sul do Rio, em novembro do ano passado, dias antes da ocupação da comunidade. A decisão é de terça-feira (13) e cabe recurso.

Carlos Daniel Ferreira Dias, Carlos Renato Rodrigues Tenório e Wagner de Souza Neves ? todos expulsos da corporação ? foram sentenciados a 12 anos e quatro meses de prisão por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de uso restrito e favorecimento pessoal. Eles estão presos em Bangu 8, na Zona Oeste do Rio.

No mesmo processo, o ex-PM Flávio Mello dos Santos, já condenado por tráfico em Macaé, na Região Norte Fluminense, recebeu a maior pena de todos: 20 anos de prisão.

"Trata-se de fatos gravíssimos e a sociedade não pode tolerar que aqueles nos quais ela deposita a confiança para o provimento da segurança pública envolvam-se com criminosos da pior estirpe, praticantes de crimes hediondos", afirmou, na sentença, o juiz da 28ª Vara Criminal, André Ricardo de Francisco Ramos.

Já os traficantes Anderson Rosa Mendonça, o Coelho; Sandro Luís de Paula Amorim, o Peixe; e Valquir Garcia dos Santos, o Carré, foram sentenciados a 15 anos de prisão, em regime fechado, pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de uso restrito. Os criminosos ? todos do conjunto de favelas de São Carlos, no Centro ? eram escoltados pelos policiais quando foram abordados por agentes da Polícia Federal e presos.

Outros três denunciados pelo Ministério Público do Rio foram absolvidos. São eles: o mototaxista da Rocinha, Paulo Roberto Lima da Luz; Sandro Oliviero, motorista de Flávio; e o policial militar reformado José Faustino Silva.

Entenda o caso

A quadrilha deixou a favela da Rocinha no dia 9 de novembro de 2011, após receber a informação de que a Rocinha seria ocupada pela polícia para futura instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Eles estavam em quatro carros, onde havia armas e drogas.

O serviço de inteligência da Polícia Federal recebeu a informação de que o comboio seguia em direção ao morro de São Carlos, no Centro do Rio. Agentes da PF, então, interceptaram os veículos na Gávea, Zona Sul do Rio, prendendo todos os envolvidos em flagrante. A ação foi filmada por um cinegrafista amador.

Fonte: G1