Justiça de Esperantina condena homicida à 20 anos de prisão

O caso aconteceu em Morro do Chapéu.

O homicida, Marcelo Primo da Silva, foi condenado nesta quarta-feira (16/09), a cumprir vinte anos de regime fechado na Penitenciaria Regional Luis Gonzaga Rebelo, na cidade de Esperantina, pelo assassinato do lavrador, Raimundo da Conceição Chaves, conhecido popularmente como, Raimundo Jonas.

O crime contra o lavrador que foi morto com duas facadas,  ocorreu no dia 25 de outubro do ano de 2013, em um bar no município de Morro do Chapéu do Piauí.

Marcelo Primo, que já chegou a cumprir quase dois anos de detenção, teve como  advogado de defesa, o  esperantinense, Francisco Linhares de Araújo Junior.

O referido Juri Popular foi presidido pelo Juiz de Direito do Fórum Desembargador Walter Carvalho Miranda, Dr. Ulysses Gonçalves da Silva Neto e atuaram na acusação, os representantes do Ministério Publico Estadual, os Promotores de Justiça: José Sérvio de Deus e Lenara Batista.

Logo após o anuncio da sentença pelo magistrado, o réu foi levado de volta para a Penitenciaria Regional Luis Gonzaga Rebelo, onde cumprirá a pena em regime fechado.

Image title

Image title


Fonte: Jornal Esp