Justiça decreta a prisão de marido de fisiculturista morta em hotel

Justiça decreta a prisão de marido de fisiculturista morta em hotel

Justiça decretou a prisão preventida de Alexandre Furtado Paes a pedido do delegado do caso

A polícia procura o marido da fisiculturista Fabiana Caggiano Paes, de 36 anos, assassinada em um hotel de Natal (RN). Ele é o principal suspeito do crime e deve ser preso a qualquer momento.

O pedido de prisão preventiva de Alexandre Furtado Paes foi autorizado pela Justiça na tarde desta terça-feira (29). Paes tem uma academia em Osasco, onde mora, mas ainda não foi localizado. Assim que for preso, ele deve ser transferido para Natal.

As investigações concluíram que ela foi estrangulada no dia 28 de dezembro no hotel em que o casal passava o final do ano em Natal. Fabiana morreu cinco dias depois.

Fabiana e o marido estavam hospedados em um hotel em Natal (RN) quando ela morreu. A possibilidade de Alexandre Paes ter cometido o crime surgiu depois de contradições entre os depoimentos prestados. Ele informou que encontrou Fabiana desmaiada no banheiro e que ela passou mal enquanto tomava banho, mas testemunhas disseram que o banheiro estava seco.

Outra suspeita é de que o relacionamento do casal estava passando por uma crise depois que a fisiculturista descobriu que o marido tinha uma amante. Por conta disso, os dois teriam discutido no hotel.

Um dos médicos que atendeu a vítima disse em depoimento que o marido tentou liberar o corpo da fisiculturista antes da perícia do SVO (Serviço de Verificação de Óbito), que indicaria a causa da morte. Ele ainda informou que a intenção do marido era cremar o corpo.

Localizado pela reportagem em uma academia de ginástica no centro de Osasco, Paes negou ter cometido o crime e disse estar "sofrendo muito".

Fonte: r7