Justiça opta decretar prisão de casal que esquartejou jovem

Justiça opta decretar prisão de casal que esquartejou jovem

Braços, pernas e cabeça estavam em uma mala, boiando no lago do Orfeu.

Bragança Paulista - A Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias de um casal namorados suspeito de envolvimento no sequestro de um bebê de duas semanas e na morte da mãe da criança, uma adolescente de 15 anos, que foi esquartejada.

O corpo de Renata da Silva Monteiro foi encontrado esquartejado quinta-feira passada, no lago do Orfeu, em Bragança Paulista (85 km de SP).

Braços, pernas e cabeça estavam em uma mala, boiando no lago do Orfeu.

Outra mala, achada em um córrego que deságua no mesmo lago, escondia o tronco da vítima.

Para a polícia, Renata foi sequestrada no último dia 14 após almoçar na casa de uma colega de escola, na Brasilândia (zona norte), com o filho George Lucas da Silva.

A vítima morava nesse mesmo bairro. Desde então Renata não havia sido mais vista.

No dia 17 de maio, Jessica Thais Capistrano Ferreira disse ao pai de Renata da Silva Monteiro que a adolescente havia lhe dado a criança.

Segundo a versão contada por ela ao pedreiro, a entrega da criança se deu no terminal de ônibus da Vila Nova Cachoeirinha (zona norte de São Paulo).

"Ela disse que minha filha deu a criança para fugir com o namorado. Mas o rapaz que a minha filha namorava mora na frente da minha casa", diz o pai.

A reportagem não localizou ontem familiares do casal de namorados para comentar a acusação da Polícia Civil. Até ontem à noite, nenhum deles tinha advogado constituído.

Fonte: Agora São Paulo