Justiça do Distrito Federal condena torcedor que invadiu estádio

O torcedor de 20 anos entrou no campo no segundo tempo.

O torcedor de 20 anos que invadiu o campo no segundo tempo do jogo entre Brasil e Iraque, em Brasília, foi condenado neste domingo (7) a ficar seis meses sem se aproximar de qualquer local em que haja uma competição esportiva, em qualquer local do país. Nos dias em que houver algum evento do tipo, ele deve se apresentar duas horas antes à 12ª DP (Taguatinga) e ficar lá até duas horas após o fim da competição. Ele também deverá prestar 150 horas de serviço comunitário.

A sentença saiu na delegacia do Estádio Mané Garrincha, que conta com um delegado, um promotor, um defensor público e um juiz de plantão. A determinação judicial vale já para esta terça-feira (9), dia em que Brasília sedia duas partidas do futebol feminino olímpico.

O jogo terminou com 208 torcedores multados pelo Detran. Desse grupo, 151 (72%) foram autuados por estacionar em local inapropriado, como em gramados próximo ao Estádio Mané Garrincha. Os agentes também multaram 23 por falta de cinto, 5 por transportar criança sem equipamento, 4 por uso de película irregular e 3 por transitar em gramados e jardins públicos.

Ao todo, seis ocorrências foram registradas nas imediações do estádio. Quatro foram por venda ilegal de ingresso. Um outro caso foi o do vendedor de bar detido por injúria e ameaça após ser descredenciado por trabalhar com sinais de embriaguez. Outras duas ocorrências foram por porte de drogas e venda de produto falsificado.

Torcedor invade campo (Crédito: Reprodução)
Torcedor invade campo (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do G1