Justiça multa Igreja da Cientologia em R$ 1,5 milhão por fraude

O tribunal argumentou que uma multa muito grande era mais oportuna que a simples proibição da igreja

A Justiça da França condenou nesta terça-feira (27) a Igrena da Cientologia a pagar uma multa de 600 mil euros (cerca de R$ 1,5 milhão) por fraude. Mas a igreja foi autorizada a continuar com suas atividades no país.

"A proibição podia criar o risco de engendrar uma continuação da atividade fora do marco legal", disse Sopuie Helene Chateau, presidente da 12ª sala do Tribunal Correcional de Paris.

Um dos principais chefes da igreja, que na França é considerada uma seita, Alain Rosenberg, foi condenado a dois anos de liberdade condicional e a uma multa de 30 mil euros (cerca de R$ 77 mil).

O tribunal argumentou que uma multa muito grande era mais oportuna que a simples proibição da igreja, que se chama na França Associação Espiritual da Igreja da Cientologia Celebrity Centre, e de sua livraria, a SEL.

A igreja negou as acusações de fraude e disse que as acusações violavam a liberdade de religião.

Em maio, a procuradoria francesa havia pedido à Justiça que dissolvesse o ramo francês da igreja.

A Igreja da Cientologia, que afirma ter 12 milhões de seguidores pelo mundo, sendo 45 mil deles na França, é considerada uma religião nos EUA, onde foi fundada em 1954 pelo escritor Ron Hubbard. Ela tem adeptos famosos, como os atores Tom Cruise e John Travolta.

Mas a Cientologia não tem esse status na França.

Fonte: g1, www.g1.com.br