Justiça penhora óculos, cinco ternos, TV LCD e outros bens do jogador Romário

A ação é movida por Zagallo que exige indenização de R$ R$ 1 milhão do craque

A ação que Zagallo move contra Romário gerou mais uma cena constrangedora nesta sexta-feira para o principal jogador da conquista da Copa do Mundo de 1994 pela seleção brasileira. De acordo com a coluna de Ancelmo Gois, publicada na edição deste sábado no jornal O Globo, para garantir o pagamento de quase R$ 1 milhão ao técnico, duas oficiais de Justiça foram ao apartamento do atual dirigente do América-RJ com o objetivo de penhorar vários bens dele.

Entre os bens estão oito óculos Prada, cinco ternos Armani e Versace, dois tapetes, um sofá grande, três quadros de autores desconhecidos, quatro TVs de LCD, cerca de 15 aparelhos de ginástica, uma adega e uma churrasqueira.

A ação movida por Zagallo refere-se a uma caricatura sua pintada na porta do banheiro de um bar que pertenceu a Romário, pouco depois da Copa do Mundo de 1998. Na caricatura, o único tetracampeão mundial de futebol (duas vezes como jogador, 1958 e 62; uma como técnico, em 70, e outra como coordenador técnico, em 94) aparecia sentado num vaso sanitário. Outro atingido pelo sarcasmo do Baixinho estampado no Café do Gol foi Zico.

A fase de Romário fora dos campos de futebol é mesmo muito ruim. Em julho, ele chegou a ser preso acusado de atrasar pensões alimentícias, em processo movido por Mônica Santoro, sua primeira mulher. Romário passou uma noite na cadeia e foi liberado um dia depois após participar de uma audiência e chegar a um acordo com a ex-esposa.



Fonte: Globo, www.globo.com