Justiça pode prender mãe acusada de agredir filha de 1 ano e 3 meses em Teresina

Justiça pode prender mãe acusada de agredir filha de 1 ano e 3 meses em Teresina

Segundo o laudo médico, não há sinais de patologias que tenham possibilitado fragilidade óssea ou qualquer outro problema genético

A justiça pode determinar nesta sexta-feira, 04, a prisão de Maria dos Milagres, mãe da criança que teve as pernas e os braços quebrados, conforme vem noticiando a Rede Meio Norte durante esta semana. Segundo o laudo médico, não há sinais de patologias que tenham possibilitado fragilidade óssea ou qualquer outro problema genético, apontando que as lesões foram provocadas por torções.

Os maus tratos físicos, comprovam os resultados, vem sendo provocados no bebê desde o nascimento. Segundo a promotora da Vara da Infância e da Adolescência, Vera Lúcia Santos, os Raios X confirmam intenso sofrimento físico, apresentando diferentes tempos de consolidação óssea, lesões de placas, sinais radiográficos de não união, o que significa que houve fraturas repetidas e que as lesões são atípicas para uma criança de tenra idade.

?Elas (as lesões) sugerem que foram provocadas intencionalmente. Então, nós nos baseamos no parecer médico e no laudo do exame para nos manifestar pela prisão preventiva da acusada?, disse a promotora.

O parecer da promotoria foi entregue ao juiz, que deverá apresentar a sua decisão sobre o caso ainda hoje(04).

Fonte: Denison Duarte