Justiça solta a mãe que fez simulação de um sequestro para doar seu filho

A jovem alegou em depoimento à Polícia Civil que entregou a criança por ter dúvidas quanto à paternidade.

A mãe que simulou um sequestro para doar o filho de dois meses a um casal de adolescentes foi solta na tarde desta sexta-feira (29). Renata Soares da Costa, de 19 anos, deixou o presídio feminino Estevão Pinto por volta das 17h20.

A jovem alegou em depoimento à Polícia Civil que entregou a criança por ter dúvidas quanto à paternidade.

Renata foi beneficiada por um alvará de soltura concedido por um juiz cooperador da Vara de Inquéritos de Belo Horizonte. A decisão só será publicada no dia 3 de dezembro. As razões do juiz ainda não foram informadas.

No pedido de soltura, a defesa alega que Renata não tem antecedentes criminais e precisa amamentar o filho. Ela recebe atendimento psicológico e, segundo o pai, pode sofrer de depressão pós-parto. O companheiro de Renata, Johney Lima Santos Nulhia, que pensou que o filho havia sequestrado, pretende brigar na Justiça para ficar com a criança, ainda que um exame de DNA comprove que Arthur não é seu filho.


Justiça solta a mãe que fez simulação de um sequestro para doar seu filho

Fonte: r7