Kleber é acusado de agredir sua esposa com soco na cabeça

Kleber é acusado de agredir sua esposa com soco na cabeça

Depois da briga, Débora deixou Porto Alegre e viajou para Belo Horizonte, onde seus pais residem

A mulher do atacante Kleber, Débora Favarini, registrou boletim de ocorrência na Primeira Delegacia de Polícia Civil para mulheres, em Porto Alegre, acusando o atacante gremista de agredi-la com um soco na cabeça na madrugada de sábado passado, dia 28 de janeiro.

De acordo com o depoimento da suposta vítima, Kleber chegou tarde de uma festa, irritando a mulher, que pegou o celular do jogador e se trancou no banheiro. O jogador, então, arrombou a porta e a atingiu na cabeça com um soco e um golpe no rosto, "talvez não intencional", ainda segundo o documento.

Em entrevista à Rádio Guaíba, o delegado Daniel Mendelski, contou que primeiramente Débora procurou a 2ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Porto Alegre. Lá, foi orientada a realizar exame de corpo de delito e prestar queixa na Delegacia da Mulher, baseada na Lei Maria da Penha.

Depois da briga, Débora deixou Porto Alegre e viajou para Belo Horizonte, onde seus pais residem. Ela alega que não foi a primeira vez que foi agredida por Kleber, mas não havia registrado queixa para não prejudicar a carreira do jogador.

Kleber está concentrado com a delegação do Grêmio que enfrenta o Internacional neste domingo, no Olímpico, às 19h30 (de Brasília), pelo Campeonato Gaúcho. Procurado para comentar a acusação, o empresário do atleta, Giuseppe Dioguardi, disse que não iria se pronunciar sobre um problema que envolvia a vida particular.

Fonte: Terra