Ladrões atiram e bala perdida mata menina em Fortaleza

A pequena Vitória Cris, de apenas 9 anos, foi atingida com um tiro na cabeça

Os familiares da menina Vit?ria Cris Silva Alves, de apenas nove anos de idade, morta com um tiro na cabe?a na Rua Coelho da Fonseca, no Carlito Pamplona, n?o se conformavam com a partida precoce e repentina da crian?a. Vit?ria estava na janela de sua casa quando foi atingida por uma bala de rev?lver, disparada por um assaltante, quando o mesmo fugia em uma bicicleta ap?s praticar um roubo.

?Ela ouviu gritos na rua e colocou a cabe?a para fora da janela para ver o que estava acontecendo. Foi a? que ele (assaltante) se virou e deu o tiro que atingiu a testa dela?, disse uma vizinha da garota, que n?o quis se identificar, temendo repres?lias dos bandidos, que segundo ela, agem indiscriminadamente nas ruas do bairro.

Para os moradores, a sensa??o de inseguran?a ? uma constante no bairro, principalmente no trecho que vai da Rua Gomes Passos at? a Avenida Leste Oeste. A morte da crian?a foi na seq??ncia de outro crime comum hoje em dia por ali: o assalto a m?o armada. Momentos antes de darem o tiro que vitimou a garota, os dois assaltantes, que estavam em uma bicicleta roubaram o celular de um homem, exatamente, na Rua Gomes Passos, a alguns metros da casa da menina Vit?ria.

Disparo

Ap?s o roubo, segundo relatos de familiares e vizinhos, algumas pessoas que estavam em um bar, nas proximidades do roubo, passaram a gritar: ?Pega ladr?o, pega ladr?o?. Nesse instante, o acusado, identificado como ?Dod?, tentou efetuar um disparo para cima, mas a arma falhou. De acordo com as testemunhas do crime, ainda de costas, ele apontou a arma para tr?s, e deu um segundo tiro, este fatal, que atingiu cabe?a da menina Vit?ria. A garota caiu na sala.

Sua m?e, a dona-de-casa, Cristiane da Silva Alves, 33, afirmou que ao ouvir o barulho da queda pensou: ?Minha filha caiu?. Mas ao chegar na sala, percebeu que n?o havia sido um simples tombo. A garota, que estava gravemente ferida, ainda foi socorrida ?s pressas para o Frotinha de Ant?nio Bezerra, e em seguida, transferida para a Unidade Central do Instituto Doutor Jos? Frota (IJF), onde chegou sem vida.

No fim da manh? de ontem, os pais e familiares de Vit?ria ainda tentavam a libera??o do corpo da menina no Instituto M?dico Legal (IML). Desolada com a situa??o de perder a ?nica filha, Cristiane da Silva disse que os assaltos no bairro s?o constantes. ?Eles j? fizeram isso outras vezes. Isso tem que parar?, disse a m?e, emocionada.

Ap?s a libera??o, o corpo da menina foi levado para uma capela no bairro onde morava, para que familiares, amigos e vizinhos pudessem prestar as ?ltimas homenagens a ela. Policiais do 7? DP (Pirambu) est?o ? procura dos bandidos.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br