Ladrões roubam casa e escrevem na parede com sangue de vítima, diz PM

Ladrões roubam casa e escrevem na parede com sangue de vítima, diz PM

Assaltantes escreveram siglas "PA" na parede da casa em Marília, SP. Vítima foi amarrada com um cinto e amordaçada com meias

A polícia faz buscas por três criminosos que renderam uma família e roubaram uma residência no Jardim Bandeirantes, durante a madrugada desta segunda-feira (18), em Marília (SP). Segundo a polícia, após o assalto, os ladrões escreveram na parede da casa com o sangue de uma das vítimas, que foi agredida na cabeça.

Conforme informações dos policiais, os assaltantes pularam o muro da casa e um deles, armado de revólver, entrou na cozinha enquanto os outros aguardavam no quintal. O ladrão foi até a sala e agrediu um homem de 45 anos que estava no sofá. Em seguida, a vítima teria iniciado uma briga com o assaltante. Os outros ladrões que estavam do lado de fora foram chamados e armados de faca, ameaçaram o homem.

A mulher da vítima foi obrigada a entregar suas joias aos assaltantes. Os ladrões trancaram a filha do casal, uma menina de 7 anos, em um dos cômodos e o homem foi amarrado com cintos. Além disso, uma camisa amarrava os pés e uma mordaça foi feita com meias.

Segundo relato da vítima, os ladrões o agrediam no rosto e pediam dinheiro. Com a negativa do homem, eles roubaram um notebook e antes de sair da casa, escreveram a palavras ?PA? na parede utilizando o sangue dele.

Após a chegada da pérícia técnica, a vítima apagou as siglas da parede. "Além de me preocupar com o assalto, tenho que saber o que significam essas siglas. Fiquei com medo e apaguei", conta. Fotos da parede foram tiradas pela perícia, porém não foram divulgadas.

O homem foi levado ao pronto-socorro da Santa Casa de Marília onde recebeu pontos na cabeça e foi liberado. A mulher e a criança não ficaram feridas. A polícia procura pistas dos assaltantes, mas até a manhã desta segunda-feira (18), ninguém havia sido preso.

Fonte: G1