Ladrões torturam casal e menino de 4 anos em SP

O dono da casa contou como foram os momentos de terror

Uma família foi feita refém e sofreu diversas ameaças na tarde de quarta-feira (16) no bairro do Morumbi, Zona Sul de São Paulo. Três assaltantes invadiram a casa e renderam um casal e o filho deles, de 4 anos. Eles foram torturados durante a ação.

O dono da casa contou como foram os momentos de terror. O analista de sistemas disse que os bandidos entraram pelos fundos da casa, por volta das 12h. ?Fui abrir a porta da torre, para perguntar para a minha esposa o que estava acontecendo, os cachorros latindo daquele jeito. Três cachorros latindo de forma nervosa. Nisso ela estava descendo com o assaltante empurrando ela com o revolver nas costas", contou ele, que não quis se identificar.

"Ele subiu e procurou um cômodo na parte de cima da casa, sempre querendo saber de dinheiro. Eu tinha entregue a carteira para ele. Amarrou meus pés, minhas mãos, me amordaçou, o mesmo fez com a minha esposa. Queria saber onde estava o cofre. O problema é que a gente não tem cofre?, completou.

A marca em sua testa, segundo ele, é do revólver que falhou quando um dos homens atirou. Apenas uma das ameaças que sofreu. ?Amarrou o menino de 4 anos, trancou no armário, ficou ameaçando molestar sexualmente o menino, mandou encher a banheira, pegou um secador de cabelo para fazer tortura?, disse o analista.

Na delegacia, ele explicou que aproveitou um momento de distração dos criminosos para escapar. Ele pulou um muro de quatro metros ao lado da casa, caiu em um matagal, pulou mais um muro e então decidiu pedir ajuda na portaria de uma escola.

A polícia chegou rápido, e cercou o local. Dois suspeitos fugiram e rapaz de 18 anos foi preso. Ele mora em uma favela da região. Os dois fugitivos levaram joias, dinheiro, celulares e cartões de crédito da família.

A preocupação do pai são as consequências do assalto para o menino. ?Eu tenho medo dos traumas que pode ter causado para ele. O garoto olha para o pai e tem certeza que o pai vai tomar alguma providencia para protegê-lo. E se você não faz isso você está traindo a confiança do seu filho.?

Fonte: g1, www.g1.com.br