Laudo que indicava que Thor Batista dirigia a 135 km/h quando matou ciclista é abolido

Laudo que indicava que Thor Batista dirigia a 135 km/h quando matou ciclista é abolido

Filho de Eike Batista atropelou um ciclista na BR-040, em março de 2012.

O laudo da perícia que atestava que o estudante Thor Batista estava em alta velocidade quando atropelou e matou um ciclista, em março de 2012, foi retirado do processo nesta quinta-feira (21), de acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A determinação é da 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, como mostrou o RJTV.

O laudo havia concluído que o filho do empresário Eike Batista dirigia a 135km/h, na Rodovia Washington Luis. O documento foi apresentado em uma audiência, em 13 dezembro do ano passado, por um perito do Instituto Criminalista Carlos Éboli (ICCE). Segundo a defesa do estudante, a prova é inválida porque já deveria constar no processo desde o início. Segundo o TJ, os desembargadores decidiram por dois votos a um sobre a suspensão do laudo.

Também foi revogada a medida cautelar que suspendia a carteira de habilitação de Thor. O estudante responde por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, pela morte de Wanderson Pereira de Souza, quando voltava para o Rio vindo da Região Serrana.


Laudo que indicava que Thor Batista dirigia a 135km/h quando matou ciclista é abolido

Segundo o TJ, o desembargadores decidiram por dois votos a um sobre a suspensão do laudo. Ainda há possibilidade de recurso tanto para o Ministério Público quanto para a família do ciclista.

Fonte: G1